BBC Mundo

O caso de estupro coletivo que chocou a Espanha e está levando milhares para as ruas do país

A Espanha vive dias de protestos depois que cinco jovens foram condenados por abuso sexual, mas não estupro; eles agrediram uma jovem de 18 anos durante a festa de San Fermín em 2016.

A controversa sentença judicial do caso "La Manada", em que cinco jovens foram acusados de estuprar uma jovem de 18 anos, provocou uma onda de protestos na Espanha. No último sábado mais de 30 mil pessoas saíram às ruas de Pamplona, na província de Navarra contra a sentença determinada pelos juízes.

Na última quinta-feira, os jovens foram condenados a nove anos de prisão por abuso sexual. Desde então, milhares de manifestantes se reuniram diversas cidades espanholas para dizer que "não é abuso, é estupro".

Nas redes sociais do país, a expressão "eu acredito em você, irmã" viralizou, em solidariedade à vítima.

Recomendados

  1. A história brutal e quase esquecida da era de linchamentos de negros nos EUA
  2. Polícia no Rio encerra buscas por rapper britânico desaparecido há duas semanas

De acordo com a sentença, os cinco amigos levaram a vítima, uma madrilenha de 18 anos que estava alcoolizada, ao saguão de um edifício "escondido e estreito" com apenas uma saída. Ali, eles tiraram suas roupas e a "penetraram por via oral, anal e vaginal".

Eles também gravaram a violação em vídeo e foram embora depois de roubar o celular da garota.

Os condenados afirmaram que a relação foi consensual, mas os juízes da província de Navarra consideraram que o caso representou abuso, mas não agressão sexual, por não ter sido comprovado que houve violência ou intimidação.

Entenda os principais pontos do caso:

1 Violência durante festa popular

O crime ocorreu em 2016, durante a popular Festa de San Fermín (São Firmino), celebrada todos os anos entre os dias 7 e 14 de julho em Pamplona, capital de Navarra.

Nos últimos anos, a festa tem sido marcada por denúncias de abusos, e o caso de "La Manada" – como se chamava o grupo de jovens condenados na última semana – colocou o problema novamente em evidência.

Tags

Lo Último


Te recomendamos